26 de agosto de 2011

Exposição Vida Líquida

A exposição individual Vida Líquida do artista plástico Claudio Montagna, no Centro Cultural Justiça Federal, até 25 de setembro, faz uma retrospectiva dos dez anos de sua carreira. O título da exposição refere-se à obra de Bauman, sobre perda da individualidade.


Retrato em
Branco e Preto
Despintura sobre
fotocolagem em tela
0,95 x 1,80m
2001
Coleção Ellen Posch

Claudio utiliza como matéria-prima recortes de fotos eróticas sobre lona, com tinta acrílica. A originalidade da técnica vem despertando o interesse de colecionadores tanto nacionais quanto internacionais, como Gilberto Chateaubriand.

http://www.claudiomontagna.com.br/index.asp

A mostra estará aberta à visitação pública de terça a domingo, das 12h às 19h, com entrada franca.
video

21 de agosto de 2011

Intervalo








Por: Menezes




Por: Menezes

Eu existo assim!

A Caixa Cultural apresenta ao público baiano a exposição “Bandeira de Melo – Eu Existo Assim!”. A mostra que tem entrada franca, fica em cartaz de terça a domingo, até o dia 28 de agosto.Parte das peças selecionadas é inédita, provenientes do acervo pessoal do artista e foram restauradas especialmente para a mostra.

A exposição reúne diferentes temas recorrentes na obra do artista. São pinturas e desenhos em médios e grandes formatos que retratam nus femininos, cenas do cotidiano, animais, pinturas religiosas, paisagens, o sertão, camponeses e retratos, além de estudos para a construção de afrescos e painéis.



O premiado artista Bandeira de Mello, professor de grandes acadêmicos da literatura e das artes, é considerado um dos mestres da pintura no Brasil e influencia fortemente uma geração de novos talentos. O artista nasceu em 1929 em Minas Gerais e é conhecido por retratar pessoas simples em sua obra.

A exposição “Bandeira de Mello, eu existo assim”, com entrada franca e livre para todas as idades, acaba de começar em Salvador, na Bahia. A mostra reúne cerca de 45 obras, entre pinturas, desenhos, estudos e projetos, uma cronologia ilustrada do artista, entre várias outras produções bem bacanas.

Exposição ‘Bandeira de Melo – Eu Existo Assim!’
De terça a domingo, das 9h às 18h – até 28 de agosto
Caixa Cultural Salvador
Entrada Franca.

12 de agosto de 2011

Propostas de cartazes



Fotos: Vanessa Coelho
Edição: Alceu Menezes





Ensaio: Natureza





Foto: Nti Uirá
Edição: Nti Uirá

Ensaio:Trabalho



Foto: Luana Rodrigues
Edição: Luana Rodrigues

Ensaio:Cristo





Por: Luana Rodrigues
Edição: Luana Rodrigues

Ensaio: BOHO CHIC



Foto: Luana Rodrigues
Edição: Luana Rodrigues

10 de agosto de 2011

Jorge na Arte de Carybé

Nesta quarta-feira (10), dia em que Jorge Amado completaria 99 anos, acontece a abertura da exposição '100 + 100 – Carybé ilustra Jorge Amado', com as ilustrações que o artista plástico Carybé fez para a obra do escritor baiano. A mostra tem ainda como objetivo celebrar o encontro dos dois centenários, já que o artista plástico argentino radicado na Bahia, amigo e parceiro de Jorge, estaria comemorando 100 anos neste ano de 2011.



As ilustrações que estarão expostas dizem respeitos aos trabalhos realizados por Carybé para quatro obras clássicas do amigo Jorge Amado: “Jubiabá”, “O Sumiço da Santa”, “O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá” e “A Morte e a Morte de Quincas Berro d’Água”, livros nos quais Carybé não só criou a arte para as capas, como também fez uma série de ilustrações internas. Solange Carybé, filha do artista, assina a curadoria da exposição e revela que “Carybé e Jorge Amado eram irmãos, por escolha própria e dos orixás, alem de compadres. Como artistas, seus temas e interesses também coincidiam. Por isso, nada mais adequado do que celebrar o centenário de Carybé com uma mostra das ilustrações que ele fez para Jorge, em um evento que anuncia o próximo centenário deste, em 2012”.